quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Re: Bonificacao por atingimento de metas nas escolas

Fala, Ricardinho!
Fiquei estarrecido com a notícia. O que vai se tornar o ensino em Brasília? O que vai conduzir a prática do professor? Números e mais números para encher os olhos de quem não enxerga de fato. Educação de qualidade, laica e gratuita está desaparecendo. O pior é que, dificilmente, você encontrará uma escola particular com interesse na formação integral do cidadão. Se achar, me diga.
Um abraço.
Dioney
 
----- Original Message -----
To: Dioney
Sent: Wednesday, October 15, 2008 8:17 PM
Subject: Bonificacao por atingimento de metas nas escolas

Fala cunhado,

Hoje, o governador Arruda assinou um decreto que permite distribuir bonificações em dinheiro para os funcionários e professores das escolas que tiverem as melhores notas nas avaliações do MEC. Quer dizer, as metas, que já vinham sendo cobradas em rankings divulgados pela SE do DF, agora vão se tornar dinheiro. Os estudantes, em vez de educandos, passam a ser produtos. Coisas, como ortografia, religião e tabuada vão ser mais importantes do que a visão crítica. Os "bons alunos", como os professores adoram, vão ser valorizados. Os "maus alunos", aqueles marcados, vão se tornar um problema! As escolas vão querer se livrar deles. É muito ruim você ir a uma reunião e ver seu filho sendo elogiado e os filhos de outros pais sendo criticados, como se eles fossem os problemas. É isso que dá um governador de direita nazista e separatista do DEM colocar como secretário de educação o seu antigo professor e líder espiritual. Um secretário que exige que a educação religiosa seja obrigatória, contrariando os princípios laicos de nossa educação. Véi, vou ter que tirar meu filho da escola pública. Está ficando uma merda isso. Viva a provinha Brasil, viva o IDEB!!! Coloca esse texto lá no seu blog!

Ricardo

[]s

2 comentários:

Pat disse...

Estou vivendo esse dilema na pele. As meninas devem ir para outra escola no próximo ano e agora???? Ouvi de um pai esses dias que nunca estaremos completametne satisfeitos com qualquer escola, mas que isso tem me consumido algumas horas de reflexão, ah se tem!

martaaparecida disse...

Sou professora no estado de Minas Gerais, aqui esata gratificação já começou a acontecer. Mas o que me angustia, mesmo, é que o governo ao invès de criar condições educacionais que permitam aos professores realmente fazer uma educação que valorize as conquistas de todos e o crescimento de cada aluno se limita a exigir altas metas de aprovação transformado a educação em meros números como os alunos não fossem gente.